domingo, 8 de julho de 2012

3. Capítulo


Inês.

Hoje era o meu aniversário. Estava à espera de umas mensagens, mas nada … nem do Liam. O Liam é um amigo meu, integrante da banda One Direction. Conheci-o nas audições do X Factor e desde aí falamos frequentemente, por isso é que estranhei o facto dele não me ter mandado nada. Levantei-me da capa um pouco molenga e dirigi-me para a casa de banho para a higiene diária. Quando estava a lavar os dentes, o meu telemóvel apitou e dirigi-me a ele esperando que fosse uma mensagem do Liam. Mas não era … era apenas uma mensagem a dizer que tinha de carregar o telemóvel. É que nem os meus pais me desejaram os parabéns, mas não me surpreende. Eles estão sempre a trabalhar e não têm tempo para mim.
                                                                      
                                                                 *****
Acabei por me vestir e fui à janela. Infelizmente estava a chover, por isso, soube logo que ia passar o dia em casa. Fui ao móvel onde guardo os filmes para escolher um. Fui fazer pipocas e voltei para a sala. Sinceramente não tinha vontade de fazer nada. Acabei por adormecer com tanta moleza que se encontrava dentro de mim.

« I wanna party and bullshit
and party and bullshit
and party and bullshit
and party and party »
 tocava o meu telemóvel.
Foi isso que me acordou. Não vi quem era, pois atendi de imediato.

Chamada On #

( Inês ): Sim ?

( - ): Boa tarde Inês. É o Liam! – afinal não se lembrava mesmo do meu aniversário.

( Inês ): Ah, olá. – estava um pouco triste. – Posso saber porque ligaste?

( Liam ): Mas é claro. Preciso que venhas cá a casa. O Brit não para de ganir e eu preciso que me ajudes, afinal de conta, és veterinária. – sim, eu sou veterinária.

( Inês ): Sim, eu passo já ai. – disse, desligando. Notei que se tinham formado pequenas gotículas de água nos meus olhos. Levantei-me do sofá , arranjei o cabelo e pus-me a caminho.
                                                                  
                                                                        *****
Toquei à campainha e demoraram a atender. Finalmente a porta abriu-se e por detrás dela apareceu o Harry, que com a sua voz rouca me cumprimentou. Mandou-me ir para a sala, mas estava tudo escuro. Quando acendi a luz ..

( Todos ): PARABÉNS! – disseram, mal liguei a luz. Pregaram-me cá um susto.

( Liam ): Parabéns Inês! – disse, vindo ter comigo abraçando-me. – Toma , isto é para ti. – deu-me uma caixinha pequena. Mal a abri , vi uma pulseira linda que tinha o símbolo do infinito. – Então .. gostas ?- ele parecia preocupado. Eu assenti com a cabeça e abracei-o de imediato. – Pensavas que me tinha esquecido?

( Inês ): Para ser franca, sim, pensei. – disse, cabisbaixa.

                                                              *****
Após me terem dado os parabéns e cortado o bolo, dançámos um bocado. Tinha de admitir que o Liam surpreendia-me cada vez mais. Sentei-me num dos sofás da mansão onde vivia o Liam, um pouco cansada. Senti alguém tocar-me no ombro.

( -- ): Parabéns. – disseram. Eram o meu pai. – Desculpa não termos vindo mais cedo, mas não pudemos. – ele e a minha mãe abraçaram-me de imediato.

( Inês ): Obrigada. – os momentos de família raramente aconteciam.

( Mãe ): Aqui está o teu presente. – disse. Trazia-o escondido num pequeno casaco. Mal tirei o casaco do meu suposto presente, surpreendi-me bastante. Era uma cadela!

( Inês ): Ai adoro! – disse, abraçando os meus pais. – Irei chamar-lhe Lex. – os meus pais sorriram e foram ter com os outros convidados . Apesar de tudo, eu adorava-os.

( Louis ): Inês, mais uma vez parabéns! Eu agora tenho de ir buscar a Alice e a Ness à escola, visto que vamos passar o fim de semana a Doncaster. Peço imensa desculpa, não poder ficar até mais tarde. – disse, vindo ter comigo. – Ah, e já agora, quem é esta linda menina? – estava a referir-se a Lex.

( Inês ): Não faz mal, Lou. Obrigada por teres estado aqui, e esta menina é a Lex, a minha nova companheira. –  o Louis fez-lhe umas festinhas. – Agora vai lá buscar as duas meninas. – ele deu-me beijo na testa e foi-se.

Voltei-me a sentar no sofá a contemplar a minha nova companheira. Era mesmo linda. De repente senti alguém a sentar-se no sofá.

( Liam ): Presente dos pais? – eu assenti com a cabeça. Ele fez-lhe umas festinhas. Tinha mesmo jeito para cães.

( Inês ): É a Lex .. – disse, com um sorriso. – Vá, vai brincar com o Brit que preciso de falar com o Liam. – disse à Lex. Assim que ela se foi, comecei a falar com ele. – Liam ..  obrigada, a sério. – ele sorriu. – Não estava mesmo à espera.

( Liam ): Não precisas de agradecer. Eu por ti faço tudo, sabes disso. – eu sorri. Ficámos uns minutos a olhar um para o outro. A distância que nos separava era pouca, mas ele fez com que acabasse e colou os seus lábios aos meus.

( Inês ): Hum, pois. – disse, afastando-me dele. – Eu agora tenho de ir , já se faz tarde, e amanhã trabalho. Mais uma vez, obrigada por tudo. – peguei na Lex e saí de sua casa. Não esperava que isto acontecesse assim ..

Espero que tenham gostado. Acho que não está assim tão bom ... Deixem as vossas opiniões! 
Beijinhos, mother fuckers! 

4 comentários:

  1. Está lindooo!! *-* Without words!
    Não é por nada mas a personagem é muito parecida comigo!! XD
    Hoje também acordei com uma mensagem assim...-.-'
    <3

    ResponderEliminar
  2. Obrigada Alice!
    Essas mensagens enervam, Inês :c

    ResponderEliminar